De mangas a sorrisos

Sorriso maroto cheio de alegria
Não importa onde se esteja,
Em meio a ódio ou tristeza,
Sempre alegria irradia.

Às vezes se faz de desentendida
Só pra se deixar conquistar
Danada é a sua alegria
Esperta pra se fazer amar.

Sozinha antigamente sentava,
parecia não ter amigos nem nada
Só um espectro calado
Um anjo angustiado.

Mas logo a coisa mudou
O jogo mudou de lado
Agora se vê na antiga angustia
um grande sorriso estampado.

Pura poesia!!!

Na cidade da boemia
A química de todo dia
A música das vozes retumbantes
Os olhares dos amantes
Nos bares, os amigos
...Pura poesia !!!

Mil versos

Mil versos de poesia
Mil versos de harmonia
Mil versos de romantismo
Mil versos de amor
São mil versos de cantoria
Que falo para minha donzela?!
Aquela, sim aquela...

A cidade da Boemia

Na cidade da boemia,
Nela há puro romantismo ao luar
Quando aquela loira esta há passar
Meu olhar para ela não consigo evitar
Eu vivo a olhar seu corpo de menina
Aquele corpo parece de donzela
Mais que moça bela;

Eu sou uma fera alvoroçada
Fico olhando ela desfilar pela calçada
Ah... seu corpo sensual!!!
Algo natural...
Não é silicone ou dieta
Amo sua beleza discreta,
Não é plástica artificial
Aquele corpo é natural.

Marqueza

No império era marquesa
No passado dominava a nobreza
Na republica virou burguesa
Ainda assim, tem riqueza
E continua nossa pobreza.

Saudade da Paz

Nas casas antes alegres,
Com os vizinhos
Onde brincavam na rua meninas e meninos.
Hoje habita o silêncio e o medo
Onde antes havia sossego
Nas casas de muro baixo,
Havia cercas pequenas
Hoje se vê tristes cenas,
Portões trancafiados.
Homens e mulheres isolados,
Vizinhos em comunicação
Muita tristeza e desolação.

Criação

...e então se criou o mundo,
e se criou a dor...
e se criou o amor...
e então surgiu o poeta,
e descobriu-se a dor
e descobriu-se o amor
então uma mente ficou confusa,
e se descobre a tinta
e se descobre o papel
por fim o poeta entende,
e reinventa a dor
e reinventa o amor...

Pare de Sonhar Jovem

Pare de sonhar com o futuro jovem
Pare de sonhar...
Esqueça as donzelas de sua mente
garotas fúteis, encantadoras
Pare se sonhar com o futuro jovem
olhe para os problemas a frente

Pare de sonhar encantos
viagens, compromissos [do que lhe vale os cânticos]
Pare de sonhar jovem, pare para perceber
olhe em sua volta antes, sinta,
viva, antes do onírico florescer
Pare de sonhar com o futuro jovem
viva para perceber.

Aquela boca que tanto seduz
carnuda, rubra, quente
aquela boca que te cuspiu
Pare de sonhar com ela
Pare de sonhar...
pois teu sorriso e fala dengosa
teu sonhar não enxerga mais

Pare de sonhar com o futuro jovem
Pare de sonhar com o poder
aquele reflexo narcisista de seu ser
que te controla e te devora, pare de sonhar
pare de sonhar
chega, acorde...acorde...acorde

Levante para o viver
Caminhe para a opressão
Esqueça a paz
que era sua fantasia, sua ilusão

Para de sonhar jovem
a revolução não acontecerá
os Porcos não irão morrer,
nada mudará, pois então
Pare de sonhar jovem

Esqueça tudo o que não é
que nunca chegara a ser
Esqueça logo seus planos
suas meninices, contos
de sexo e prazer
Esqueça tudo o que não foi
pare de sonhar jovem
Esqueça tudo o que não é

Pare de sonhar com o futuro jovem
Pare de sonhar com a vida que não tem
enfrente o mundo por completo, bravo, cruel
sem artifícios de imaginação
Pare de imaginar pontes, monstros e desventuras
sem iguais
Pare de sonhar com o mundo jovem
largue tais ilusões e acorde para se tornar

Pare de Sonhar...