Pinga danada de boa

Pinga danada de boa é quente pra me esquenta
Para eu deixar de lado, minha terra o Ceará
Só preciso de você, dinheiro não me satisfaz
É melhor do que ouro, esta bebida que me traz.

Foi difícil esta viagem, Nem te conto milindrão
3 meses levando ao pés, as rachaduras pelo chão
Na cabeça chapéu de palha, cabelo ruim pra protege
Diante daquele solzão, preferia até morrer.

Difícil foi quando a benta acabou, quase que enlouqueci
Como assim viver sem pinga? A única que me liga
a corrida de minha vida, mulherão que me faz sorrir

Acho que devia de ter ficado, nas terras do meu sofrer
Vim pra cá foi pior coisa que me vi acontecer
A única que me salva, é o amor de meu viver.

Domada malvada de braba, aquela que me conduz
Delicia a ponta da língua, santa birita que me seduz.

1 Response to "Pinga danada de boa"

  1. Leticia says:

    vo nem fala nada :B HUASHAUSHAUSHUHAS *-*

Postar um comentário

Deixe aqui sua opinião, crítica ou comentário sobre os trabalhos deste blog: